A crença fundamental de que o melhor que se tem a oferecer ao mundo é tudo o que você não é

Eu acho que já passei da fase de tentar inventar desculpas pra minha falta de periodicidade com o blog. Ops? Mas eu acho que isso é bom, de alguma maneira que justifica minha procrastinação — ficar sem escrever esses textos-desabafos-quase-ensaios sempre significa que eu passo mais tempo escrevendo ficção, o que acaba desdobrando minhas ideias… More A crença fundamental de que o melhor que se tem a oferecer ao mundo é tudo o que você não é

arrombaram a casa dos meus pais — e eu percebi que não tinha espaço no meu coração pra te amar

Aviso justo: esse é um texto sobre cachorros. No começo de março, minha cadelinha morreu. Eu digo minha, porque apesar de isso ser quando eu ainda morava com meus pais e ela ter sido, tecnicamente, da minha mãe, eu a considerava muito, mas muito minha. Era eu que ela seguia pela casa como se fosse… More arrombaram a casa dos meus pais — e eu percebi que não tinha espaço no meu coração pra te amar

quem tem medo do tcc?

Acordo às 7:00 pra praticar a apresentação do TCC antes de ir trabalhar. Depois do ensaio que mais me deixou nervosa que qualquer outra coisa, resolvo postar no Facebook a seguinte mensagem: E fui trabalhar. A resposta me deixou chocada. Sério. Choque mesmo. Eu não sei se eu que não tinha percebido o quão estressada… More quem tem medo do tcc?

você (não) deve escrever pra você mesmo

Esse semestre foi, sem dúvida, o semestre onde eu mais tive que escrever em gêneros diferentes. O que eu me sinto mais confortável escrevendo, ficção, ficou de lado, pra que eu trabalhasse no meu extenso relatório de estágio, e, é claro, meu TCC. Eu conversei com várias pessoas que já haviam escrito os trabalhos de… More você (não) deve escrever pra você mesmo